#marcelmano #dumano #m2m #TMoto #FarolAlto #DiveTech #TMotoMagaziine #ChassisBlog

Carros, motos, mergulho, meu Blog. Fatos e notícias, as marcas, modelos, novidades, temas relacionados.

MINI ganha nova geração de motores MINIMALISM e crossover de tecnologias

Para manter-se na liderança do mercado em seu segmento no exterior e Mundo, e com vistas a estabelecer novos padrões para o desenvolvimento de tecnologias para o futuro a marca MINI, de origem Inglesa que faz parte do Grupo BMW, anuncia mudanças em seus veículos, se valendo de novos equipamentos, recursos e sistemas.



Motor MINI três cilindros TwinPower Turbo 1.5, são 136 cavalos de potência
A principal mudança diz respeito ao downsize dos propulsores, como no desenvolvimento de novos motores três cilindros. O primeiro 1.5 Litros a gasolina desenvolve 136 cavalos de potência e torque máximo de 23,5 Kgf.m, sob overboost. O segundo, a diesel, tem 116 cv de potência e 27,5 Kgf.m de força. Por último, um quatro cilindros à gasolina de última geração, 2 Litros, que desenvolve quase 192 cv de potência com torque de 30,6 Kgf.m, sob overboost. Todos priorizando o desempenho e o baixo consumo de combustível.
Crossover de tecnologias

Para atingir os objetivos dessa nova “geração” dos MINI, seus desenvolvedores se valeram da combinação de materiais como alumínio e aço e dos últimos recursos à disposição. O eixo de manivelas e cabeçotes são em alumínio, virabrequim e bielas em aço forjado, sistema TwinPower Turbo, injeção direta de combustível, controle de comando de válvulas variáveis junto à admissão e exaustão – Dual VANOS – no 1.5 Litros, e comando de válvulas totalmente variável – VALVETRONIC do Grupo BMW, no 2.0 Litros.

Também foram otimizados os sistemas de lubrificação e arrefecimento, assim como o downsize do compressor do ar condicionado. Os propulsores têm montagem transversal e nascem em conformidade com a “standard EU6” – norma de emissões para carros de passeio a partir de setembro de 2014 na Europa, e nas versões a gasolina o corte eletrônico de rotação máxima a 6500 RPM.

Em relação ao chassis as novas características acompanham os padrões e comportamento pelos quais seus modelos são identificados, e trarão modificações no conjunto das suspensões, como molas, “damping”, direção e freios.

Novas tecnologias serão compartilhadas com todos os novos modelos MINI
 
 

Itens como a regulagem e atuação elétrica nos amortecedores, novo câmbio manual com sensor que “adapta” as trocas de marchas às rotações do motor, e caixa automática com sistema start-stop. Ainda quando equipados com o sistema de navegação por satélite, GPS, a seleção de velocidade também poderá ser realizada de acordo com o percurso, antes de curvas, por exemplo. Além das mudanças decorrentes das alterações do chassis.

 
Em informação a imprensa, divulgada ontem, a marca afirma que a sensação característica de se estar pilotando um kart, DNA da marca MINI desde 1959, será mantida, “com a força inovadora, que se espera de uma Marca premiada como a MINI”.

Ainda sem previsão de comercialização e preços no Brasil.

 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em setembro 30, 2013 por em BMW, downsize, Mini, MINIMALISM, overboost.
%d blogueiros gostam disto: